Picnic Crudívoro, Domingo 31 Maio - Um sucesso!







O picnic foi um sucesso! :) Fomos brindados com um dia fantástico de sol! Debaixo dos pinheiros estava uma temperatura fresquinha que convidou ao encontro, partilha de informação e livros, conversa descontraída sobre comida viva/comida cozinhada, experiências de vida, viagens, etc... Depois seguiu-se um baquete e como se pode ver nas fotos - abundante de uma variedade de pratos vivos!
Passo a legendar: crackers de linhaça/pimento, brownies de chocolate, bolachinhas de alga nori/linhaça polvilhadas com sementes de abóbora, esparguete de courgette com passas, guacamole, hummus de grão germinados, salada rica com vários germinados, salada variada de folhas verdes, etc... :)))
.
No fim, ficámos todos com a sensação de uma tarde bem passada e com vontade de repetir em breve.

Comida Viva em Paris










A Comida Viva está em todo lado ehhehe! e a prova disso é que hoje recebi por email duas fotos tiradas por um amigo meu que foi de visita a Paris e quando descia os Champs Elisées encontrou uma loja (Publicis Drugstore) com uma saladinha viva cheia de germinados. Ele aprova que estava uma delicia. Passo a traduzir o texto bastante informativo das qualidades nutritivas da salada:

Quinoa vermelha biológica e lentinhas "Vitalité"

Proteina - Ferro
Esta salada fonte de proteina vegetal e de glucidios complexos traz energia e favorece a renovação muscular. A vitamina C que contém permite uma tripla absorção do ferro.
Sem lactose. Nem glúten.

Mesmo fora de casa, começa a não haver razões para não aderir mais à comida viva. :)

Bom apetite!

Curso de Comida Viva em Faro - 07 Junho 09


É com imenso entusiasmo que o/a convido a passar o Domingo - dia 7 Junho, a descobrir os benefícios e as delícias da Comida Viva!
Terá a oportunidade de ficar a conhecer um pouco mais sobre este tipo de alimentação, com cada vez mais adeptos em todo o mundo e provar um menu completo que inclui várias receitas que facilmente poderá incluir no seu dia a dia e assim trazer maior equilíbrio e bem estar à sua vida.

Que tal experimentar e verificar por si mesmo/a?


Beijos e bom apetite!
.
Ps- Click na imagem para ver o cartaz em tamanho maior.

Mix de beterraba/cenoura e Salada com Hummus de Courgette
















O mix beterraba/cenoura foi no inicio quando comecei a ser crudívura, o meu segredo para ter sempre algo cru no meu prato. Preparava-o, colocava num boião de vidro e em todas as refeições colocava um pouco no prato. Além de encher o prato de cor, a beterraba que normalmente é algo que não se gosta pelo sabor intenso a terra, misturada com a cenoura fica muito docinha. :)
Aqui vai a receita:
Ingredientes:
  • 1 beterraba grande
  • 4 cenouras pequenas
  • 1 punhado de salsa (é opcional). Eu adoro salsa mas se preferirem coentros, hortelã imagino que deva combinar muito bem também.

Descascar a beterraba e as cenouras e colocar os ingredientes num robot de cozinha ou pode ser feito também num 1, 2, 3. O tempo de mistura é ao vosso gosto. Por vezes gosto da mistura mais miudinha, outras vezes mais grandinha. Depois coloca-se num boião de vidro e está pronto para fazer parte das vossas refeições. Dentro do boião penso que dure no máximo 3 dias.

Como exemplo aqui vai a receita de uma salada onde utilizo o mix beterraba/cenoura e onde leva um molho hummus delicioso e muito fácil de fazer.

Ingredientes da salada (sugestão -> podem usar os ingredientes que mais gostarem)

  • folhas de alface
  • folhas de espinafres
  • talos de broculos
  • mix de beterraba/cenoura

Ingredientes do Hummus de Courgette

  • 1 courgette
  • 2 colheres sopa de Tahini claro (pasta de sementes de sesamo)
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão fresco
  • 1 dente de alho
  • 1 pitada de cominhos
  • 1 pitada de paprika
  • 1 pitada de sal marinho

Colocar todos os ingredientes num 1, 2, 3 ou num robot de cozinha e misturar até ficar uma pasta macia. Ocasionalmente podem precisar de parar para com uma espatula limpar as bordas da máquina. Colocar por cima da salada e polvilhar com um pouco de paprika e azeite extra-virgem. O restante pode ser guardado num boião de vidro no frigorifico. Dura até 5 dias.

Bom apetite!

As minhas compras deste Sábado na Feira do Príncipe Real


Bom dia! E mais um Sábado... e lá fui eu toda contente à Feira dos produtos biológicos do Príncipe Real. Desta vez fui tentada por umas acelgas lindas de folha verde grande (vão ficar expectaculares no meu sumo verde matinal), por umas ervilhas tortas docinhas (vão servir para ser consumidas com um pesto de espinafres), umas beterrabas pequenas com uma rama expectacular (a beterraba vai servir para fazer o mix beterraba/cenoura e a rama vai direitinha fazer parte do suco verde também), uma rúcula fresquinha para uma salada e uns albericoques (como se diz no Algarve e que no resto do país se chamam damascos) que de tão apetitosos que pareciam só chegaram 3 a casa!

Próximos dias vou-me deliciar a preparar uns pratos que de pensar já me enchem água na boca! ehehe!

Bom apetite!

Picnic Crudívoro em Lisboa 31 Maio


A ideia é um Picnic Crudívoro para o Domingo, 31 de Maio a partir do meio dia.
O encontro é no Parque Eduardo VII em Lisboa, do lado direito quem sobe debaixo dos pinheiros mansos.
Encontram o mapa no google maps e procurem por "picnic crudívoro".
Serão bem vindas todas as pessoas que queiram partilhar comida, receitas, histórias e experiências.

Um molho para tornar uma salada excelente!

Este é um dos meus molhos preferidos para juntar a uma salada.

Ingredientes para a salada:
  • alface
  • rúcula
  • sementes de feijão mung germinadas
  • sementes de alfafa germinada
  • broculos (sim! broculos crus!) :)

Ingredientes para o molho:

  • 1 talo de aipo (pode ser com rama ou sem rama)
  • 1/2 courgette
  • 1 abacate
  • salsa
  • sumo de meio limão
  • 1 colher sopa de azeite
  • 1 colher de chá de shoyu ou tamari

Bater tudo no liquidificador. Pode precisar de um pouquinho minimo de água para que seja mais facil que os ingredientes se misturem. Depois é só colocar por cima da salada e pulvilhar com sementes de sesámo. E já está! Uma delicia!

Bom apetite!

Sumo verde matinal com as acelgas cor de laranja!




Hoje quando me preparava para fazer o meu pequeno-almoço e abri o frigorifico dei de caras com as lindas acelgas cor de laranja que descobri na Feira do Príncipe Real no fim de semana, lembram-se? Estavam mesmo a pedir para fazerem parte do meu sumo e então fiz-lhes a vontade! E aqui vai a receita:
  • 1 banana
  • 1 maçã
  • 2 folhas grandes de acelgas cor de laranja
  • 1 punhado de coentros frescos
  • 2 copos de água natural sem gás
Foi tudo para a liquidificadora e saiu transformado num lindo sumo com uma textura cremosa e um sabor delicioso. Deu para 2 copos e meio de sumo e imaginei as minhas células interiormente a fazerem uma festa com os nutrientes ingeridos! ehehhe!
.Bom apetite!

As minhas "papas de aveia" matinais


Quando me apetece algo diferente de manhã além do sumo verde a receita que vem aseguir é o meu pequeno almoço preferido. Dei-lhe o nome de "Papas de aveia" pois o resultado final parece-me como as tradicionais papas de aveia. Segue então a receita:

Ingredientes:
  • 1 banana
  • 1 maçã
  • 3 colheres de sementes de linhaça demolhadas 8 horas numa chávena com 3 vezes a quantidade de água das sementes (costumo por a demolhar na noite anterior antes de me deitar).

Coloquem os ingredientes numa liquidificadora e batam. Se virem que precisa de um pouco mais de água para bater, acrescentem-na. No final vai resultar num creme de cor castanha (podem também usar linhaça dourada e aí o creme ficará mais amarelo). Coloquem numa tigela e pulvilhem com canela. E está pronto! É UM DELICIA!


Nota: as sementes de linhaça são muito ricas em fibra e grandes auxiliadoras na limpeza dos intestinos e na prevenção da obstipação. Elas são como que uma vassora nos nossos intestinos, varrendo para fora tudo aquilo que encontram à sua frente. O segredo é beber durante o dia, muito água para ajudar no seu trabalho.

Bom apetite!

O meu pequeno almoço!


Desde sempre que a minha refeição preferida é o pequeno-almoço. Adoro acordar de manhã com aquela sensação fresca de estômago vazio e normalmente tenho sempre muita fome. Antigamente a minha rotina normal era preparar uma tigela com fruta fresca cortada, cereais e leite de soja. Quando me tornei crudivora transformei essa rotina em algo que me dá ainda mais prazer.

A primeira coisa que faço logo depois de me levantar é ir preparar um copo de água morna com o sumo de meio limão e umas gotinhas de azeite virgem (se for prensado a frio e de agricultura biológica ainda melhor!). A combinação do limão e do azeite com a água morna ajuda à limpeza do fígado e como é a primeira coisa que o estômago recebe depois do jejum da noite, passa rapidamente para o intestino e acaba por empurrar as fezes que estão no canal do intestino para fora.

Depois de beber a água regresso ao quarto para acabar de me preparar para o dia e no máximo em 15 minutos vou à casa de banho. Depois... aí sim... estou preparada para nutrir e alimentar o meu corpo com o primeiro alimento: um nutritivo sumo verde!

A cor que salta mais à vista neste sumo é o verde que vem do facto de ser usado vegetais de folha verde, que podem ir desde: espinafres, alface, couve, folhas de beterraba, acelgas, salsa, coentros, hortelã, folhas de aipo, rama de cenoura, etc. A maior parte de nós não come este tipo de vegetais em quantidades suficientes. Torna-los numa bebida permite que os nutrientes existentes nas folhas se libertem e possam ser absorvidos. O sumo verde acrescenta à nossa dieta quantidades de clorofila e de aminoácidos que vão tornar o nosso corpo alcalino. Comida cozinhada torna o nosso corpo muito acido e os corpos ácidos estão mais vulneráveis ao parasitas e consequentemente às doenças.

Desde a primeira vez que experimentei o sumo fiquei fã! Apesar da cor poder assustar, se se passar por cima disso e se provar não se quer outra coisa! heheh! É doce e fica-se cheio e bem alimentado. No inicio, o meu sumo verde consistia em: 1 banana, 1 maçã, 1 punhado de espinafres, uma mão de salsa e um a dois copos de água (dependendo se se gosta mais aguado ou mais tipo batido), tudo batido no liquidificador. Comecei com os meus vegetais verdes preferidos e o segredo da banana, que no sumo incorpora o sabor de tudo o resto. O sumo acaba por ter o sabor de um batido de banana apesar da cor verde. De inicio comecei por colocar a proporção 60/40 fruta/vegetais e aos poucos fui aumentando e o ideal é ao contrário 40/60, tentando de dois em dois dias ir mudando os dois vegetais que se usa.

Actualmente e passado um ano, gosto de fazer pelo menos um dia por semana o Sumo Verde dos 5 Elementos! É uma combinação de 5 ingredientes com qualidades especial que dão logo pela manhã uma energia incrível! Passo a dar a receita:

Ingredientes:
  1. 1/2 limão descascado (perfeito se deixarem as sementes e bocados da parte branca)

  2. 1 pitada de pimenta de Caiena (apenas um pouquinho, não é para se perceber a pimenta. A pimenta de Caiena tem propriedades muito especiais de desintoxicação do organismo.)

  3. 2 colheres de sopa de sementes de linhaça (as sementes previamente demolhadas em água por 8 horas - coloca-las antes de deitar para estarem prontas de manhã)

  4. 1 punhado de folhas verdes à vossa escolha (ex: espinafres, alface, rúcula, salsa, coentros, etc.)

  5. 2 peças de fruta (ex: banana, manga, maçã, pêra, pêssegos, morangos, etc.

Acrescentar 2 a 3 copos de água. E bater tudo no liquidificador até ficar um sumo verde. Isto dá para 3 copos grandes de sumo.

Em dias especiais ehehe! ainda acrescento a demolhar com as sementes de linhaça umas 6-8 amêndoas... fica ainda mais rico e cheio de nutrientes.

Isto é para mim um pequeno-almoço extremamente completo e o mais importante, delicioso.

Que tal experimentar? Bom apetite!


Feira do Príncipe Real





















.
.
.
.
.
.
Quando estou em Lisboa ao Sábado, a minha rotina matinal preferida é ir à Feira dos produtos biológicos no Príncipe Real. Além de aproveitar para encher o frigorífico com verduras e legumes fresquinhos e biológicos, a feira acaba sempre por ser uma aula viva pois descubro sempre alimentos novos e até aqui desconhecidos.Foi o caso desta manhã ter-me deparado com umas acelgas de caule cor de laranja! :) Olhei-as... elas olharam para mim e pensei: humm... vão ficar uma delicia no meu sumo verde matinal! :)
Mais à frente descobri caril em erva aromática (o caril não era para ser amarelo?!) que de facto cheirava a caril normal e ao lado aprendi que o manjericão também pode ser roxo. Conheci também flores comestíveis e mal posso esperar para as experimentar! E também pela primeira vez vi cenouras amarelas e roxas!
Quem disse que o mundo vegetal não é rico!? :) E saí da feira com a mente a borbulhar de ideias novas para a ementa da próxima semana.
.Bom apetite!

Seja muito bem vindo/a!


Este blog surgiu naturalmente de uma vontade de partilhar a minha experiência de um ano a praticar Comida Viva. Sou uma curiosa por natureza e desde cedo que fui reunindo muita informação sobre o assunto, comprando ingredientes, testando receitas e falando com outros adeptos de comida viva que fui encontrando pela internet. Para mim esta alimentação é um estímulo e uma curiosidade constante.
Amo o sabor, a cor e principalmente como me faz sentir: cheia de energia e viva!

Os seus comentários/dúvidas/questões/partilhas serão muito apreciados.

Sinta-se à vontade e desfrute muito!